Texto: Devaneios

Foto: Tumblr

O silencio realmente me acalmava, por que não mais? A dúvida que eu carrego para todos os lados. Os olhos estão fechados procurando uma solução. Aquela mesma música toca de fundo e suspiros são soltos por minha boca. Podia ser de cansaço, por que não mais?

Contava o tempo em que poderia dizer que tudo estava voltando ao normal. Parece que esse tempo está voltando ao inicio. A chuva vai caindo e o sono não aparece como antes. Sempre nas comparações.

“Como”. Por que tanta raiva dessa pequena palavra? Não aguento mais comparações, talvez porque não somos iguais, talvez porque o mundo não nos fez assim. Mas mesmo assim... Eu estou aqui, acreditando.

Talvez o sol não nasça como antes, mas talvez ele brilhe mais. Com certeza terá um bom motivo. Espero. Mas... Por que estou me lamentando tanto? O certo não seria seguir em frente? Enquanto você pode estar se sentindo menor, talvez teríamos que não pensar duas vezes. Quantas coisas não faríamos se passássemos a pensar mais antes de agir? Precisamos errar, sim, mas precisamos viver. E o medo vai estar lá, afinal, como não estaria?

Começamos anotando princípios. Não precisamos ser perfeitos, não precisamos mudar o mundo apenas precisamos ser felizes. Não há nada melhor que isso.

Ainda sim existem palavras cruas tão fieis a desaforos... Acho melhor nem perguntar o por quê.
Eu, daqui, consigo ver uma linha reta em que consigo imaginar os pequenos pontos sujos de anos. Não, dessa vez sem comparações, apenas reais.

As pessoas ainda estão procurando por dinheiro, e outras ainda se guardam. Talvez porque é tão difícil imaginar a vida de alguém em apenas um olhar. Isso é quase impossível. Me chame de louca, mas ainda acho que muitos deveriam olhar ao seu redor e procurar o porquê. Por que isso tudo?
Mente aberta ou mente fechada?

Eu sei que quando estamos quietos, sonhando, ou apenas pensando, normalmente à noite vemos a verdade. Achamo-nos. Fechamos os olhos tentando achar a solução. Desculpa, não acharemos. Apenas veremos uma imensidão escura. Para que isso? Para que se limitar ao escuro? Ao abrir os olhos vemos tudo mais vivo, por que não?

As escolhas estão em cada um... Todavia eu sei que se um pensar como outro, talvez mudem isso que vemos como mal. Talvez se olhar dentro dos olhos de uma pessoa e olhar o interior, talvez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário