Férias: Aqueles... Filmes



E aqui estamos com a nossa primeira postagem do ano! Reconheço que sim, fiz aquelas piadas horríveis como: "Não entro no facebook desde o ano passado" ou até mesmo, a mais famosa por sinal "Eu lembro do ano passado como se fosse ontem" e se não bastasse, falei "Eu lembro de ontem como se fosse o ano passado" (?). (Sim, eu troquei e ainda fez sentido...)

Mas cá está eu fazendo o primeiro post com o meu tema favorito. Filme. E dessa vez escolhi três que não me arrependo de dizer que amei, vi, veria novamente e não me cansaria!

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain


Ninguém me aguentava mais falando desse filme. Meu deus, era o tempo todo: "Que filme é esse?", "Você só sabe falar disso?!", "Eu não gostei e você fica aí morrendo de amores.", "Cala a boca, Cecília". Vou dizer que nunca entendi o tal do "nunca gostei" das pessoas. Mas não vou ficar babando muito. Pelo menos não aqui (Hahaha).

"Após deixar a vida de subúrbio que levava com a família, a inocente Amélie muda-se para o bairro parisiense de Montmartre, onde começa a trabalhar como garçonete. Certo dia encontra uma caixa escondida no banheiro de sua casa e, pensando que pertencesse ao antigo morador, decide procurá-lo ­ e é assim que encontra Dominique. Ao ver que ele chora de alegria ao reaver o seu objeto, a moça fica impressionada e adquire uma nova visão do mundo. Então, a partir de pequenos gestos, ela passa a ajudar as pessoas que a rodeiam, vendo nisto um novo sentido para sua existência. Contudo, ainda sente falta de um grande amor."

A questão é: O que faz as pessoas não gostarem? E, o que faz as outras pessoas gostarem?
Ambos os lados digo que são os pequenos detalhes, o início do filme (o início mesmo) enrola um pouco (reconheço), mas nada que te faça largar ele e assistir mil anos depois. Como eu disse, as pequenas coisas fazem com que para muitos seja imperfeito e para outros (que também é uma grande quantidade) seja um filme "perfeito". 

Se eu estou aqui para falar para você ver?! Sim, estou. Mas isso não quer dizer que você vá gostar. É o tipo de filme que é bem difícil aconselhar, mas como eu disse... As pequenas coisas...





Mesmo se nada der certo


Suspiros. Essa é a palavra certa falando sobre esse filme. Eu queria fazer uma postagem só dele, um lugar só pra ele, ter ele como DVD, sei-lá... Qualquer coisa, que seja. 

Um filme com dois dos meus ídolos: Mark Ruffalo e Adam Levine. Se fosse ruim... Sério, eu não iria saber o que fazer. 

Assim como eu, a minha mãe também ama o Mark Ruffalo e o Adam. Então assim que soube do filme mostrei pra ela o trailer e ficamos ansiosas para a estreia. Chegou novembro e eu (finalmente) lembrei de Mesmo se nada der certo. Fui correndo assistir com a minha mãe e não nós arrependemos. 

"Uma cantora se muda para Nova Iorque, mas logo após chegar no local, seu namorado americano decide terminar o relacionamento. Em plena crise, ela começa a cantar em bares, até ser descoberta por um produtor de discos, certo de que ela pode se tornar uma estrela."

O filme não se tornou especial por causa do Adam ou do Mark Ruffalo, mas sim porque ele é meio... Único. No início, assim que começou o filme, eu pensei que não iria gostar. Afinal ele repete o início pelos dois personagens principais. E no dia eu estava tão ansiosa para ver que se tivesse um degrau da escada de uma vila sujo eu surtaria falando que o filme não presta. Siiim gente, eu juro que achei que isso iria acontecer. Mas acabou que eu amei e vivo assistindo, mesmo que ame conhecer filmes novos!




Será Que?

Gif porque eles podem! Hahaha



Esse filme tem o meu casal de amigos favoritos de todos os tempos. O que falar do Daniel? Ele é quase o meu crush (Hahaha). Mas vamos voltar ao filme...

Será que, foi o filme da minha tarde chata aonde eu só sabia pensar em: Netflix me salva. E não é que isso aconteceu? A primeira coisa que apareceu foi sobre Será que e eu não sabia se era o tipo de filme que eu queria assistir. Na verdade, eu não sabia o que eu queria. Qualquer coisa, talvez. Tudo para me tirar do tédio. 

"Wallace está sozinho há um ano, após terminar com a namorada depois de vê-la com outro homem. Encerrado o período de luto pelo fim do relacionamento, ele acredita que é hora de seguir em frente. Um dia, em uma festa organizada pelo melhor amigo Allan, ele conhece Chantry, a prima dele. Não demora muito para que o papo entre eles flua naturalmente e Wallace se ofereça para levá-la até em casa. Mas, ao chegar, ele descobre que Chantry tem um namorado, Ben, o que o desanima. Dias depois, Wallace e Chantry se reencontram por acaso e, após uma rápida conversa, decidem ser apenas amigos. A partir de então, eles andam juntos por tudo quanto é canto, apesar de Wallace nutrir um sentimento romântico por ela."

Todo mundo sabe que eu não sou muito fã de Romance bem romantizado (?), mas mesmo assim assisti sabendo que poderia não gostar. Eu sempre faço isso mesmo... Mas eu gostei e digo mais: Se você não gosta de romance beeeem romantizando, assim como eu, não se preocupe, porque não é assim. 














Nenhum comentário:

Postar um comentário