Vamos recomeçar!


Estava em um momento difícil aonde não entendia muitas coisas. O início de um mês ou simplesmente o chegar de uma nova estação fazia com que a minha cabeça pedisse descanso. Os finais de semana pediam calma e um pouco de remédio para dor. A semana pedia amor e um pouco de paz. Eram extremos que não conseguia alcançar, ou apenas detectar. Ainda quero mais, por favor.

Me pediam favores e outros amores. Um pouco de chuva naquele sol, ou sol naquela chuva.

Esperar de tudo um pouco, tentar fazer valer os dias do ano. Realmente, só tentar.

Aquele ponto ou chance fazia palpitações por dentro. Doía, mas sentia.

Achei um pouco de calma em um interior desconhecido por mim mesma. Não faria tanto sentido se não fosse para ser.

Assim então, os dois minutos iriam virar longas horas do ano. As estações chegariam com cautela, o clima contribuiria mesmo com sua bipolaridade. Tudo faria mais sentido.

Preferia te encontrar em uma dessas conversas de roda, aonde o papo não passa de lá fora, e lá dentro tudo seria novo. Nós poderíamos começar novamente, entender que tudo não é apenas como a gente e tentar se realizar.

Ou apenas... Recomeçar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário